Guarda-corpos embutidos de vidro conectam interiores de residência

Sistema de embutir reforça a ideia de continuidade visual entre os andares e mantém uma linguagem arquitetônica coesa em toda a casa.

guarda-corpo-de-embutir-vidro-laminado-temperado

 

Concluída em 2016 pelo escritório de arquitetura Cadence, esta residência foi projetada em um terreno apertado e elevado, gerando um grande desafio para os arquitetos, que idealizavam uma construção em três pavimentos que não comprometesse a sensação de um projeto residencial.

Inserida em um contexto urbano, sua fachada composta por decks envidraçados e volumes fluidos é uma colagem de aspirações individuais e ideologias de design. Para garantir a conexão visual dos proprietários um grande recorte se estende pelo volume vertical da residência. Guarda-corpos embutidos de vidro foram amplamente especificados, para reforçarem a ideia de continuidade visual entre os andares e manter uma linguagem arquitetônica coesa em toda a casa.

Apesar de possuir um coeficiente de segurança elevado, a estrutura quase etérea dos sistemas de guarda-corpo de embutir, com apenas vidros aparentes, proporciona uma certa sensação de vertigem aos que se aproximam. Para os arquitetos e designers de interiores a graça está justamente na ideia de uma estrutura que parece se desmaterializar.

Com relação ao tipo de vidro, a maioria dos projetos continua sendo especificada em vidro laminado temperado de 12 mm ou de 16 mm. A grande vantagem é unir a resistência mecânica do vidro temperado, que chega a ser cinco vezes mais forte que o comum, com a segurança do vidro laminado, que em acidentes mantém os cacos de vidro colados e compactados.

guarda-corpo-embutido-de-vidro-laminado-temperado

 

deck-madeira-guarda-corpo-embutido-de-vidro-laminado-temperado

 

decoraçao-colorida-sala-de-estar-envidraçada

 

fachada-residencial-moderna-guarda-corpo-de-embutir-vidro-laminado-temperado

 

fachada-residencial-moderna-guarda-corpo-embutido-vidro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *